Orlando (EUA) – Dicas para economizar com comida barata e locais pra comer (parte 2)


Em dias que o dólar continua a subir não nos resta outra opção senão buscar alterativas para economizar cada vez mais e ainda assim nos divertir, “vender o almoço para comer na janta” tornou-se hábito, em outras palavras, economizar equilibrando vontades e planejar onde se gasta é imprescindível.

Esse artigo faz parte de uma sequência publicada aqui no ViajaTerapia. Confira as outras dicas no outro artigo nesse link.

Terceira parada: loja Walmart (qualquer unidade)

Aqui o segredo também é não pirar. Combinávamos de pegar tudo o que precisávamos de suprimentos antes de nos separar, então marcávamos 1 hora para nos encontrarmos em frente os caixas. Aqui compramos juntos os pacotes de pães, pacotes de frios, latas de peito de frango e atum em pedaços, cream cheese, maionese e pacotes de salada lavada, frutas frescas e protetor solar (sim! o sol do verão é muito forte), tudo para usarmos juntos. Depois nos separamos e fomos em buscar de explorar o território. Uma aventura, diga-se de passagem. Jesus! Aquilo ali era um parque de diversões à parte, fui obrigada a me segurar para não acabar com a cota de bagagem só ali (faremos outro post com outros itens), mas de volta ao foco e ao hotel, hora de preparar as mochilas.

Colocamos as águas no freezer para descongelarem ao longo dia seguinte, preparamos 2 sandubas para cada pessoa, um com bastante frios e salada e o outro com um salpicão disfarçado e salada, pois só frios enjoa e o frango e atum dão um sabor e sustância diferentes de um sanduba com frios.




Distribuímos entre os 3 casais uma térmica que cabia dentro da mochila, 6 garrafas congeladas de água, 12 sanduíches, 2 latas de Pringles, 1 lata de nuts, maças e outras frutas firmes, balas, chocolates, barrinhas e biscoitos e, no carro, sempre ficava mais 4 garrafinhas congeladas em outra térmica com aquelas bolsas de gel que também congelávamos. Isso segurava nossa fome o dia todo, tomávamos um café bem reforçado no hotel (isso nos ajudou a economizar ainda mais), no meio da manhã comíamos uma fruta e algum biscoito ou nuts, na hora do almoço, na fila mesmo dos brinquedos, cada um pegava seu sanduíche e almoçava, a tarde eram Pringles, barrinhas e chocolates (na fila ou andando de um brinquedo para outro), só para enrolar o estômago, antes dos shows a noite, mais um sanduba e encerrávamos a noite voltando no carro, consumíamos a água e mais alguma coisa que sobrava do dia.

Chegando no hotel nos dividíamos preparando as mochilas para o dia seguinte, os lanches e algo para comer no jantar, mesmo que o dia fosse de compras, sempre levávamos um kit com suprimentos para não gastar muito, principalmente água congelada em uma térmica no carro (enchemos com gelo e bolsas de gel da Dollar Tree), latinhas de nuts e frutas.

 

PLANEJE E RESOLVA SUA VIAGEM ONLINE COM OS MELHORES DESCONTOS

Comentários

Sobre Daniela Araujo Santos

Meu nome é Daniela - mas a maioria me chama de Dani - sou formada em administração e resolvi encarar o desafio de além de conquistar uma segunda profissão, ser especialista na língua inglesa. Sou apaixonada por livros, séries, filmes e meu hobby é cozinhar. Amo aprender sobre novas culturas e tenho o sonho de viajar pelo mundo, testar receitas de diversos países e juntar tudo o que tiver de experiências para repassar para o maior número de pessoas possíveis. Acredito que tudo o que aprendemos nessa vida não serve de nada se não é compartilhado: conhecimento e cultura são coisas que quanto mais compartilhamos mais recebemos de volta. Por isso, também sou professora bilíngue na educação infantil. Loucura? Um pouco, mas amo tudo o que faço.

Deixe seu comentário