Roteiro PETAR para 3 dias – Parque Estadual Turístico Alto da Ribeira 2


Essa é a vista por um tempo de estrada até chegar ao parque

O PETAR (Parque Estadual turístico Alto da Ribeira) é enorme e fica localizado na região sul do estado de São Paulo. No interior de São Paulo, mais precisamente próximo ao estado do Paraná, o PETAR fica localizado entre as cidades de Apiaí e Iporanga. Planeje sua viagem com as dicas de nosso Roteiro Petar.

Para visitar o parque, você deve escolher entre as opções de hotel que existem nessas duas cidades. Já escrevemos um artigo aqui no blog sobre uma dica de hotel que nós visitamos, testamos e recomendamos, e você pode conferir também outras opções neste artigo, para conferir clique aqui.

Um dos visuais que podem ser observados ao caminhas pelas trilhas

Para visitar o parque é obrigatório ir acompanhado de um guia turístico que conheça o parque. Você pode contratar o guia turístico antecipadamente ou direto em algumas agências turísticas que posso que existem nessas duas cidades. Eu optei por contratar o guia antecipadamente. O guia que me acompanhou foi o Leandro (instagram.com/leguiapetar). Cada guia pode ir acompanhado de até oito pessoas. Se você for viajar em um grupo grande de pessoas, caso o número de pessoas seja maior do que oito você irá com dois ou mais guias, e se for menor você provavelmente terá outras pessoas no seu grupo.
O parque abre às 8h da manhã e encerra às 5h da tarde.

Não é uma trilha perigosa… mas na foto pode-se ter uma idéia do que você deverá encontrar por lá

 Normalmente as pessoas costumam chegar até antes das 8h pra aproveitar os melhores passeios. É necessário fazer reserva dos passeios e tem alguns horários programados então quanto mais cedo conseguir chegar melhor.

O parque está dividida em quatro núcleo núcleo mais famoso visitado é o núcleo Santana. Os outros núcleos são:

  • Núcleo Cabloco
  • Núcleo Casa de Pedra
  • Núcleo Ouro Grosso





Na viagem que fiz em dois dias eu visitei o núcleo Santana. O núcleo é bastante grande e possui inúmeras trilhas, cachoeiras e cavernas, então para este núcleo nós utilizamos dois dias. Não acredito que seja possível fazer esse núcleo inteiro em apenas um dia. O núcleo possui algumas cavernas, muitas trilhas e cachoeiras. É difícil decidir qual das paisagens é mais bonita: qual caverna, qual cachoeira ou qual trilha, principalmente pra quem está acostumado com a vida em cidades – como é o meu caso.

É um ambiente bastante diferente do que a gente convive. É bom dizer também que você precisa estar preparado pois essa é uma viagem bem cansativa: você irá subir e descer escadas de terra, de pedra e de madeira praticamente o dia todo. Encontrará alguns acessos que terá que passar de abaixado nas cavernas, sem contar a caminhada, que é bem cansativa. Ao olhar a distância dos percursos, não se engane quando ler três km: na prática será como se fossem uns 10 km considerando ida e volta + subidas/descidas + degraus, etc. No meio das trilhas você ainda atravessará o rio, tudo para deixar a viagem cada vez mais interessante (e cansativa). Mas eu garanto: é muito recompensador. Vale muito a pena.

 

Num dia frio todos começam agasalhados… até começar a caminhada

Uma boa dica é ir com roupas confortáveis e de preferência com calça comprida, camiseta de manga comprida pra se proteger dos insetos. Cada guia costuma incluir no preço do passeio o aluguel de um capacete , item de segurança necessário para acessar as cavernas. Este capacete geralmente possui uma lanterna que também vai ser bastante útil.

O visual é deslumbrante





Nas cavernas dependendo do ponto que você estiver a escuridão é tanta que você não consegue enxergar um palmo na frente do seu rosto (com as lanternas apagadas). é o que eles chamam de blecaute. A experiência é muito legal.

Para passar o dia é bom saber que o parque não possui restaurante ou alguma opção de refeição, então prepare uma mochila com alguns lanches rápidos, podendo ser barra de cereal ou algum lanche. Pense em algo que possa comer de forma rápida, sem precisar esquentar. Como pode se perceber, definitivamente não é uma viagem de conforto ou luxo.

Se o tempo estiver bom, da até pra curtir a piscina natural

Tanto homens quanto mulheres uma dica: é bom ir com roupa de banho – sunga ou biquíni – por baixo da roupa principal, porque você pode aproveitar alguns pontos com piscinas naturais, cachoeiras e até as trilhas que são pela água. Se estiver frio, seja econômico no agasalho: lembre-se que você irá caminhar muito e isso o fará sentir calor – acredite, eu passei por isso. Além disso, dentro das cavernas a temperatura é sempre agradável.

A foto não ficou exatamente boa… como a maioria das que tiramos dentro das cavernas

Quem gosta de fotografia, pode levar celular e câmera, tendo ciência de que será um artefato a mais pra você carregar em sua mochila. Dentro das cavernas normalmente não dá pra se enxergar nada, então não espere por belas fotos na parte interior… Mas vale a pena tentar registrar esse momento mesmo que com a luz de flash ou mesmo com a luz da lanterna. Em alguns trechos de caverna não é possível levar mochila, portanto nestes casos você terá que deixar a mochila em algum esconderijo na mata (relaxe, que os guias conhecem e indicam).

O PETAR está localizada a cerca de 400 km da cidade de São Paulo e é possível acessar de carro com algumas opções de entrada dependendo do ponto da cidade que você estiver. Confira ofertas de hoteis próximos ao PETAR, clicando aqui (busque por Apiai ou Iporanga).

Já visitou o PETAR? Conhece outras cavernas e regiões com cachoeiras pelo Brasil? Indique nos comentários!

 

Confira tudo que já foi publicado sobre São Paulo clicando aqui.

 

 

PLANEJE E RESOLVA SUA VIAGEM ONLINE COM OS MELHORES DESCONTOS

Passagens aéreas em promoção em até 12x com a ViajaNet

Reserve o hotel perfeito para sua viagem com desconto exclusivo Booking

Aluguel de carro: contrate online em até 12x e sem IOF com a RentCars

Compre chip de celular (voz e dados/internet) online com 30% de desconto com a EasySIM4U

Dólar, Euro, Peso e outras moedas com as melhores taxas com a CâmbioStore

Cruzeiros pelo Brasil e no Mundo com a Logitravel em até 10x

Compre ingressos e ticket's das principais atrações

 

COMPARTILHE SUAS HISTÓRIAS E DICAS DE VIAGEM

Quer compartilhar suas dicas de viagem com outros leitores do ViajaTerapia? Envie suas dicas, recomendações, indicações de hotéis, restaurantes, atrações e passeios.

Você pode contribuir deixando seu comentário nos artigos do site, enviando uma mensagem através do formulário de Contato ou por e-mail contato@viajaterapia.com 

 

Comentários

Sobre Pedro

Apaixonado viajar e falar sobre viagem. De tanto que gosta do tema, resolvi fazer esse blog para contar sobre as viagens que fiz e as que estou planejando fazer. Fui a mais lugares do que já pensei que pudesse e a menos do que gostaria. Quando mais diferente a cultura, mais interessante fica a viagem. Além de “Disneymaníaco”, gosto especialmente de conhecer as mais diferentes culturas e pessoas.

Deixe seu comentário

2 pensamentos em “Roteiro PETAR para 3 dias – Parque Estadual Turístico Alto da Ribeira

  • Tatiane Araujo

    Se hospedou onde? Eu recomendo anpoisada Gamboa. Muito organizará e limpa, à beira do rio, tem um lago pra caiaque e piscina. Em algumas noites pode- se contratar moda de viola para o jantar e o preço é bem acessível para tudo o que oferece. Passei 4 ótimos dias lá, Super recomendo!!!