Roteiro Atacama + Uyuni: Voo, hotel e Laguna Cejar (dia 1)


Atacama

Nas próximas semanas, irei compartilhar um pouco da viagem que fiz ao Atacama (Chile) + Salar do Uyuni (Bolívia). Essa viagem foi uma das primeiras que fiz e pude ir escrevendo as dicas durante a viagem, portanto conseguirei ter mais detalhes e dicas. Por este motivo, dividirei os posts de acordo com os dias e locais visitados. Hoje falo sobre o primeiro dia da viagem, saindo de São Paulo (onde vivo), chegando no Atacama e curtindo o primeiro passeio, Laguna Cejar. Espero que curta!

Saímos 22h de São Paulo, com escala em Santiago. O voo internacional da Latam é bom, porém só há opção de classe econômica (o trecho é curto). Chegamos às 2h30 em Santiago, passamos pela imigração chilena (tranquila se comparada a dos EUA) e fomos esperar o voo para Calama (o aeroporto mais próximo do Atacama), que só sairia as 6h20.

Apesar de terem dito no aeroporto em São Paulo que nossas malas seriam enviadas direto pra Calama, como tivemos problemas com bagagem extraviada em outra viagem, resolvemos conferir na esteira e percebemos que a informação passada era errada. Tivemos de pegar nossas bagagens e despachar novamente em outro guichê. Fique atento!

Dormindo no aeroporto
Com uma escala de cerca de 4 horas dá pra tentar dormir um pouco. A ideia não foi minha, pois os bancos do aeroporto estavam cheios de pessoas deitadas tirando uma soneca. Antes de iniciar essa viagem, já sabíamos que seria cansativa, então é bom aproveitar qualquer tempo para descansar. Observando os demais passageiros, pude aprender algumas técnicas de como me ajeitar nos bancos e proteger as mochilas e pertences pessoais.

O voo para Calama

Esse é o gigantesco #sóquenão aeroporto de Calama

O voo nacional da Latam para a cidade de Calama foi tranquilo, porém não foi servido nenhum aperitivo ou bebida. Considerando o horário, deveria ter um café pelo menos (#ficadica). Se quiser comer ou beber algo tem que pagar…e os preços não são nada amigáveis. Um sanduíche com refrigerante custa cerca de 30 reais (convertendo no câmbio de setembro de 2017). Se pensar que lanche de avião não será o melhor de sua vida, eu achei caro

Minha esposa sentiu o efeito da altitude logo no voo, com uma dor muito forte de cabeça.
Ao voar podemos ver o deserto e a primeira coisa que pensei foi: aqui não é lugar pra passar mal. Fica literalmente no meio do nada. Você voa por horas deserto adentro.
O aeroporto de Calama é pequeno e pouco movimentado. Salvo engano, a única rota operada por lá é Santiago-Calama.




De Calama para o Atacama

Cidade de Calama, logo ao sair do aeroporto

Ao sair do avião e pegar as bagagens, contratamos o serviço de traslado pra a cidade de San Pedro do Atacama com a empresa Translicancahur por 20.000 pesos por pessoa, contemplando a ida a cidade e a volta para o aeroporto no fim da viagem (aceitam cartão de crédito). São cerca de 100km até o Atacama. Eles marcam o nome do hotel e o dia/horário do voo para buscar no retorno à casa. Não tivemos problemas com esta empresa, mas ouvi relatos dias depois de pessoas que levaram calote de outras empresas na hora de retornar.
A bordo de um microônibus da empresa, pegamos a estada no deserto rumo a San Pedro do Atacama. Passamos por uma fazenda de energia éolica (algo que não tinha visto de perto ainda) e muito deserto.
A paisagem e árida, porém bonita. Gosto porque é diferente do que estou acostumado. Lembra um pouco o deserto de Nevada nos Estados Unidos que conheci em 2016. Porém ao mesmo tempo tem algo que é diferente: é uma sensação de que estamos em Marte (ok! Nunca estive lá, mas é exatamente como eu imagino que seja). Estanho! Mas gostei!

Asfaltada até certo ponto…

Ao fundo, no horizonte várias montanhas cobertas de neve contrastam o sol que estamos sentido (e o frio).

A estrada asfaltada logo se torna de areia (ou seria terra?), pra dar mais emoção.
Já havia lido em outros blogs que era bom economizar água nesta viagem, por se tratar de um deserto. Isso pode ser percebido desde o aeroporto: não vi bebedouro algum. Melhor se preparar. A água no aeroporto não é nada barata: 1700 pesos, cerca de 9 reais por uma garrafa pequena.
O aeroporto de Santiago tem internet grátis, porem o de Calama não.

 

“Hablando a lot” 
Chegando no Chile percebi como meu espanhol, que já não é bom, seria difícil de usar sem misturar com o inglês: sai do avião e agradeci a aeromoça dizendo: “gracias y bye bye”. Esta viagem prometia!

Ho(s)tel

A fachada não ajuda.. .mas até que é limpinho

Dica de ouro: leve o dinheiro para pagar seu hotel no Atacama em espécie, pois quase todos os hotéis não aceitam cartão de crédito. Não vi essa informação em nenhum lugar e perdi um tempo trocando dinheiro não previsto.

Hostel Atacama Ancestral
Simples, só aceita pagamento em pesos chilenos. Wi-Fi é bom e pegamos o quarto com banheiro privativo. Fica a 8 minutos a pé do centro (calle Caracoles). Tem cozinha com temperos, fogão e geladeira à disposição para os hóspedes. Ficamos 6 dias e pagamos 202.000 pesos para um quarto com banheiro privativo.

Almoçamos num restaurante perto do hotel, pagando apenas 3500 pesos chilenos por pessoa, com entrada e prato principal. Nada de luxo, mas comida caseira e boa.

Nos últimos dias da viagem ficamos em outro hostel, em frente à esse e melhor (contaremos sobre isso nos próximos posts).

Confira as opções de hotéis em San Pedro do Atacama aqui.




Dica de ouro: guarde o papel da alfândega chilena

Alfândega: guardar o papel que será entregue pela polícia na alfândega no Chile, pois foi pedido no hostel e em outros locais. Não sabia que era tão importante. Sem ele, é como se estivesse ilegal no Chile. Para evitar problemas, deixe bem guardado com seu passaporte.

Que comecem os jogos: Laguna Cejar

Apesar de ser uma lagoa (laguna), na Laguna Cejar não é permitido entrar/banhar-se. Já a Laguna Piedra, que fica ao lado pode banhar-se. Essa laguna possui uma imensa quantidade de sal. Segundo o guia nos contou são aproximadamente 160 gramas de sal por litro de água. Por esse motivo, o peso do corpo humano não afunda. Você bóia naturalmente. É uma experiência divertida e diferente. Spoiler: a água é gelada…rs Mas entrei mesmo assim, afinal de contas, quando poderei entrar em uma lagoa de sal na vida?

O guia orienta a não ficar mais do que 30 ou 40 minutos, pois o efeito do sal + sol é prejudicial a pele, especialmente pela alta concentração. No local há chuveiros para retirar o sal do corpo e algunas vestiários para se enxugar e trocar de roupa. A entrada as lagunas com direito a uso do chuveiro custou 15000 pesos por pessoa.

No final do dia, o guia serviu snacks (salgadinhos, amendoim, etc) e você pode provar a bebida tradicional Pisco Sour (há uma briga entre Chile e Peru sobre quem tem o mais tradicional e gostoso pisco).

No caminho de volta para a cidade, passamos pelos “Ojos del Salar”, que é uma bela paisagem, porém artificial: são duas lagoas artificiais criadas após perfurações na região a procura de petróleo, que não obtiveram sucesso. Com o tempo, viraram duas lagoas chamadas de Ojos del Salar, por parecerem dois olhos no meio do deserto de sal. Nesas duas lagoas não há tanto sal, portanto as pessoas não flutuam, então se for entrar tome cuidado.

O pôr do sol e o “nascer” do frio

No deserto do Atacama o sol se pôs por volta das 19h (visita realizada em outubro). É lindo!

Imediatamente após o sol se por, um frio congelante chega. Se for visitar, leve sempre roupas para muito calor (até para um mergulho) e também roupas para muito frio (até para neve). Essa foi umas das lições aprendidas neste primeiro dia e que levaria para todos os demais. Acredite: esteja preparado para todo tipo de temperatura, pois você viverá isso por lá.




O jantar no centro de San Pedro do Atacama

Chegamos cansados ao centro de San Pedro do Atacama e para jantar provamos a tradicional empanada, que nos custou 2000 pesos chilenos cada. Estavam uma delícia.

O centro da cidade abriga muitos cachorros (mais do que costumava ver em São Paulo) e todos são imensos de grandes e gordos. Mas nenhum raivoso.

Terminado o dia, só restou energia para um banho, preparar as coisas para o dia seguinte e dormir.

Acompanha os demais dias e passeios da viagem ao Atacama + Uyuny aqui no blog. Inscreva-se para receber atualizações por e-mail (no final da pagina) ou curta nossa página no Facebook.

 

Confira tudo que já foi publicado sobre Chile clicando aqui.

 

PLANEJE E RESOLVA SUA VIAGEM ONLINE COM OS MELHORES DESCONTOS

Passagens aéreas em promoção em até 12x com a ViajaNet

Reserve o hotel perfeito para sua viagem com desconto exclusivo Booking

Aluguel de carro: contrate online em até 12x e sem IOF com a RentCars

Compre chip de celular (voz e dados/internet) online com 30% de desconto com a EasySIM4U

Dólar, Euro, Peso e outras moedas com as melhores taxas com a CâmbioStore

Cruzeiros pelo Brasil e no Mundo com a Logitravel em até 10x

Compre ingressos e ticket's das principais atrações

 

COMPARTILHE SUAS HISTÓRIAS E DICAS DE VIAGEM

Quer compartilhar suas dicas de viagem com outros leitores do ViajaTerapia? Envie suas dicas, recomendações, indicações de hotéis, restaurantes, atrações e passeios.

Você pode contribuir deixando seu comentário nos artigos do site, enviando uma mensagem através do formulário de Contato ou por e-mail contato@viajaterapia.com 

 

Comentários

Sobre Pedro

Apaixonado viajar e falar sobre viagem. De tanto que gosta do tema, resolvi fazer esse blog para contar sobre as viagens que fiz e as que estou planejando fazer. Fui a mais lugares do que já pensei que pudesse e a menos do que gostaria. Quando mais diferente a cultura, mais interessante fica a viagem. Além de “Disneymaníaco”, gosto especialmente de conhecer as mais diferentes culturas e pessoas.

Deixe seu comentário